O Jogo ao Vivo

Alcochete

Diretor de segurança identificou cem invasores em telefonema de socorro

Diretor de segurança identificou cem invasores em telefonema de socorro

O diretor de segurança da Academia do Sporting disse por telefone ao comandante do Posto da GNR de Alcochete que estavam cem homens dentro das instalações a querer falar com os jogadores. Dez minutos depois, em novo telefonema indicou que tinha havido agressões.

Em tribunal, o comandante do posto de Alcochete, Márcio Alves, disse que na tarde de 15 de maio estava na viatura com o comandante do Destacamento da GNR do Montijo quando recebeu a chamada de Ricardo Gonçalves.

"Informou-me que estavam cerca de cem pessoas na Academia a querer falar com os jogadores e dez minutos depois disse que tinha havido agressões". Márcio Alves seguiu depois em marcha de urgência para o local e passou pela viatura da GNR que bloqueava a estrada de acesso à Academia.

Pelo caminho, tanto Márcio Alves como Mário Martins, comandante do Destacamento da GNR do Montijo, acionaram as patrulhas disponíveis, entre as quais o SEPNA que ajudou a bloquear os acessos.