Exclusivo

Dispara salvamento de animais em perigo

Dispara salvamento de animais em perigo

SEPNA chamado 2477 vezes para ações de resgate em situações de cativeiro ilegal ou risco. Maior consciência ambiental aumenta denúncias.

Uma maior sensibilidade das pessoas para a proteção da natureza, que se traduziu em denúncias às autoridades, mais fiscalizações e o "patrulhamento" das redes sociais fizeram disparar, no ano passado, o número de salvamentos de animais em perigo de vida ou em cativeiro ilegal efetuado pelo Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA) da GNR. Ao todo, foram resgatados 2477 animais, sobretudo de espécies autóctones de Portugal.

Em 2018, tinham sido 1901 e no ano seguinte 1884. O tenente-coronel Ricardo Vaz Alves, chefe da divisão técnica ambiental do SEPNA, justifica os números com uma "maior consciencialização das pessoas", que começam a ter cada vez maiores "preocupações ambientais" e reportam casos. A GNR também procede à monitorização de redes sociais e realiza fiscalizações.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG