Porto e Águeda

Dois detidos por abusos sexuais de filha e enteada

Dois detidos por abusos sexuais de filha e enteada

A Polícia Judiciária deteve dois homens por abusos sexuais de menor em Águeda e no Porto. Um pintor de 40 abusava da filha de 12 e, noutro caso, um talhante de 31 anos abusava da enteada também com 12 anos.

Os comportamentos inapropriados da menina com 12 anos junto dos seus colegas na escola, em Águeda, fizeram soar o alerta de que algo não estava bem. Após investigação, a PJ identificou e deteve o pai da criança, um pintor da construção civil com 40 anos, suspeito de ter abusado sexualmente da filha.

Segundo um comunicado da PJ, os abusos ocorreram na habitação da família, na periferia norte da cidade de Águeda, Terão começado em junho e "perdurado desde então de forma reiterada ao longo do tempo, sempre sob constrangimento psíquico de ameaças várias".

No Porto, a PJ deteve um homem de 31 anos, talhante, pela presumível autoria dos crimes de abuso sexual de criança e de violência doméstica. A denúncia partiu da própria vítima, uma menina de 12 anos, enteada do agressor.

A investigação apurou que os abusos ocorriam, pelo menos desde 2018 até ao presente mês, na casa onde residiam, no Porto.

Ambos os detidos irão agora ser sujeitos a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG