Exclusivo

Droga e telemóveis encontrados em quase todas as celas da cadeia de Paços de Ferreira

Droga e telemóveis encontrados em quase todas as celas da cadeia de Paços de Ferreira

A diretora da cadeia de Paços de Ferreira testemunhou no julgamento de guardas prisionais e reclusos: disse que ninguém respeitava as regras.

Isabel Duarte Paulo, diretora da cadeia de Paços de Ferreira desde 2019, disse, no julgamento de uma alegada rede de tráfico de droga e telemóveis, que inclui reclusos e guardas prisionais daquela prisão, que quando ali chegou foi feita uma megaoperação que levou à apreensão de "telemóveis em todas as celas e droga na maior parte delas". A ser julgados estão três guardas prisionais, dez reclusos e dois alegados cúmplices. Estão acusados de corrupção, trafico e branqueamento de capitais

A diretora, escolhida para pôr ordem numa cadeia onde reclusos faziam festas transmitidas em direto nas redes sociais, explicou aos juízes que, logo à chegada, percebeu que havia droga e telemóveis a entrar ali com a cumplicidade ou permissividade dos guardas. Por isso, transferiu os suspeitos, "chefes da guarda e reclusos", cujos nomes eram falados "em toda a cadeia".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG