Marco de Canaveses

Duplo homicida de Amarante já está em tribunal

Duplo homicida de Amarante já está em tribunal

Joaquim Almeida, o homem que matou a tiro uma antiga amante e o novo namorado dela, na semana passada em Amarante, chegou esta quinta-feira à tarde, ao Tribunal de Marco de Canaveses, para ser ouvido por um juiz de instrução criminal.

O indivíduo foi, ontem de manhã, detido pela Polícia Judiciária do Porto, em Felgueiras, quando ia tentar fugir para Espanha. Tinha passado a noite em casa de uma tia, depois de o industrial dos pneus, que também é gerente de uma imobiliária, ter pernoitado os últimos dias em apartamentos da zona de Felgueiras.

Joaquim Almeida matou a tiro de caçadeira Sónia Leite, de 38 anos, com quem teve um filho, hoje com três anos, e também Joaquim Pereira Vaz, o dono da pastelaria "Delícia da Avó. No mesmo dia, o duplo homicida tentou fugir para Espanha. Primeiro através da fronteira de Quintanilha, em Bragança e depois por Vilar Formoso. As duas tentativas foram travadas pela presença de um forte aparato policial, mobilizado precisamente na eventualidade do homicida tentar chegar ao país vizinho.

A PJ conseguiu rastrear esse caminho percorrido no primeiro dia de fuga graças à monitorização do telemóvel do suspeito, que o indivíduo acabou por desligar depois de regressar à zona de Felgueiras.

Nos últimos dias, a PJ do Porto realizou vigilâncias discretas a familiares e amigos de Joaquim Almeida, o que permitiu localizá-lo na véspera da detenção na habitação de uma tia.

O homem vai agora começar a ser ouvido no primeiro interrogatório judicial. Ainda hoje devem ser conhecidas as medidas de coação.