Famalicão

Educadora obrigava crianças a comer do chão

Educadora obrigava crianças a comer do chão

Uma educadora de infância, de 29 anos, está acusada pelo Ministério Público de 11 crimes de maus- -tratos a outras tantas crianças, com dois e três anos de idade.

Os crimes imputados à arguida terão ocorrido no Centro Social e Paroquial de Seide S. Miguel, em Vila Nova de Famalicão, entre setembro de 2011 e abril de 2012. O início do julgamento da educadora, entretanto despedida, está marcado para esta terça-feira, no Tribunal de Guimarães.

A funcionária é suspeita de recorrer a métodos violentos, como colocar as crianças de castigo num armário, obrigá-las a comer alimentos que haviam caído ao chão, forçá-las a engolir comida ao ponto de lhes provocar vómitos e dar-lhes sapatadas para que comessem tudo ao almoço. Alguns menores terão chegado a dormir com a boca cheia de comida.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG