Exclusivo

Empresário assassinado em Tróia era mentor de esquema de fuga ao Fisco

Empresário assassinado em Tróia era mentor de esquema de fuga ao Fisco

O Ministério Público de Setúbal acusou recentemente 15 empresários e seis sociedades, da margem sul do Tejo, de crimes de fraude fiscal qualificada, abuso de confiança e branqueamento de capitais agravado. Ao todo, cerca de 2,5 milhões de euros. O alegado mentor do grupo era o empresário Constantino Fernandes dos Santos, do Pinhal Novo, que foi assassinado em setembro de 2020, em sua casa, aos 68 anos.

O MP diz que o falecido Constantino, sócio das seis empresas e gerente de outras sociedades de construção, com sede em Almada, Pinhal Novo, Seixal e Lisboa, concertou com os outros arguidos um plano "para omitir valores reais de faturação e diminuir os valores de impostos a pagar".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG