O Jogo ao Vivo

Caso dos e-mails

Benfica com plano para mandar no futebol

Benfica com plano para mandar no futebol

O blogue "Mercado de Benfica" revelou esta semana um conjunto de e-mails alegadamente trocados por Domingos Soares de Oliveira, administrador executivo da SAD do Benfica

Das missivas extrai-se que, em 2012, quadros do clube encarnado debateram entre si uma estratégia, com um horizonte de cinco anos, para influenciar e dominar as "diferentes áreas do poder da indústria" do futebol português, incluindo o sistema de justiça.

Segundo a mesma fonte, a estratégia terá sido apresentada através de slides, na VIII Reunião de Quadros do Benfica, em junho de 2012, e passava por "aumentar a influência/controlo" sobre a "Federação e respetivos conselhos de arbitragem, poder político, meios de comunicação/média e [poder] judicial".

Para atingir aquele fim, importava "definir e implementar uma estratégia coerente a cinco anos, partindo de um diagnóstico sobre as envolventes internas e externas (federativo, político, comunicação e judicial)", apontava o slide.

O blogue - onde antes foram divulgados muitos dos emails que imputam ao Benfica uma alegada estratégia para controlar a arbitragem - publicou agora outras mensagens supostamente trocadas por Soares de Oliveira sobre assuntos tão diversos como o policiamento dos jogos, direitos televisivos, engenharia financeira com contratos de jogadores ou a oferta de convites em barda a políticos, mas também a elementos do SEF e até a um juiz.

O tema de uma pretensa centralização dos direitos televisivos é abordado num email que, em março de 2012, Soares de Oliveira terá enviado ao presidente do Benfica, Filipe Vieira, expressando um "pensamento perverso". Além de pôr fora de jogo o então presidente da Liga, Mário Figueiredo, aquele administrador da SAD perspetivava a hipótese de o próprio Benfica "comprar" os clubes médios e pequenos, pagando até 500 mil euros a cada um deles.

O JN pediu uma reação do Benfica, mas não obteve resposta.

PUB

Bilhetes pagam favores

Uma coordenadora do SEF pediu dez bilhetes para um Benfica-Marselha, em 2010, e o alegado destinatário do email, João Queimado, encaminhou-o para Soares de Oliveira, com uma nota: "Como sei que o Benfica às vezes necessita de favores do SEF pode ser que dê jeito no futuro esta ajuda!!" Domingos deu o "OK".

Vistorias em falta

"Parece inegável que o SLB não tem cumprido com uma série de requisitos obrigatórios, como seja a requisição de auditorias e vistorias", terá escrito, em 2010, o diretor de segurança do Benfica, Rui Pereira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG