Ponte de Lima

Espanhola que viu companheiro ser morto volta ao local do crime

Espanhola que viu companheiro ser morto volta ao local do crime

A mulher espanhola que viu o ex-marido esquartejar e matar o atual companheiro, numa casa de turismo em Gondufe, Ponte de Lima, voltou quinta-feira ao local do crime, após ter alta do hospital onde esteve pouco mais de 24 horas e ser ouvida pela Polícia Judiciária (PJ). Nuria Rodriguez Gonzalez, 40 anos, foi vista na localidade.

As autoridades portuguesas e espanholas prosseguem as investigações e a imprensa espanhola tem veiculado relatos de pessoas próximas do casal que desconheciam a separação.

PUB

O homicida, Carlos Sande Fidalgo, empresário de Vigo, estaria separado de Nuria, após 12 anos casados. Veio no seu encalço até Gondufe e, por não se conformar com o fim do casamento, na passada quarta-feira de madrugada, matou e mutilou o novo parceiro de Nuria com "várias armas brancas". O crime de "violência extrema", segundo fontes policiais, foi presenciado pela espanhola, que foi amarrada, com as mãos nas costas, com fios elétricos.

Um amigo próximo de Carlos, que se suicidou, confessou o seu espanto, embora admitisse que ele, normalmente "extrovertido e falador, andava mal há alguns meses". "Andava sozinho na rua como uma alma penada, cabisbaixo e triste", relatou. "Custa-me imaginar. Ele não tem perfil para esta selvajaria. O Carlinhos era bom rapaz. Achava que era boa pessoa", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG