Premium

Estudante polaca burlada ao arrendar casa pela Internet

Estudante polaca burlada ao arrendar casa pela Internet

Uma cidadã polaca de 30 anos, estudante de Erasmus na Universidade do Minho, em Braga, arrendou um quarto num site da Internet para se instalar na cidade, mas, quando chegou, a habitação não existia. Perdeu 650 euros e, há dias, resolveu regressar à Polónia, por frustração.

O caso está a ser investigado pela PSP de Braga. Chegada a Braga, a universitária dirigiu-se ao apartamento, na Rua D. Pedro V. Tocou à campainha e, depois de muito insistir, foi-lhe aberta a porta por imigrantes brasileiros que ali moravam e que a informaram que "devia haver engano", porque a casa estava completamente cheia e já estava arrendada. Os brasileiros chamaram, então, a PSP que recebeu a queixa e contactou, por volta das quatro horas da madrugada, a professora da U. Minho com quem a aluna iria trabalhar.

"Estava em pânico. Tentei acalmá-la, ofereci-me para a receber, mas não foi preciso porque um dos cidadãos do Brasil disponibilizou-se para a receber no sótão da casa, o que veio a acontecer, não sem antes a Polícia ter identificado o imigrante", contou a professora ao JN.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG