Entrevista

Afonso Dias: "Eu e o Rui Pedro fomos as duas vítimas do caso"

Afonso Dias: "Eu e o Rui Pedro fomos as duas vítimas do caso"

Afonso Dias, que foi condenado a três anos de cadeia pelo rapto de Rui Pedro, há vinte anos, em Lousada, é a partir de hoje um homem livre. A liberdade condicional que lhe foi atribuída há cerca de um ano terminou ontem.

Nesta entrevista ao JN, reafirma a sua inocência. Diz ser uma vítima que pagou por um crime que não cometeu. O motorista de camiões TIR, de 41 anos, foi condenado pelo Tribunal da Relação do Porto (15 anos após o desaparecimento de Rui Pedro), que reverteu a absolvição aplicada, em 2012, por juízes de Lousada. O Supremo Tribunal de Justiça veio a diminuir em seis meses a pena, que passou a ser de três anos. Afonso Dias foi libertado a 29 de março do ano passado, após cumprir dois terços da pena.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG