Beja

Ex-dirigentes de IPSS julgadas por burla à Segurança Social em 100 mil euros

Ex-dirigentes de IPSS julgadas por burla à Segurança Social em 100 mil euros

A IPSS "Os Amigos de Trigaches", no concelho de Beja, e quatro antigas dirigentes começam na segunda-feira a ser julgadas no Tribunal de Beja, pelo crime de burla tributária.

Em causa está o pagamento indevido, por parte da Segurança Social (SS), de comparticipações por serviços prestados a utentes da IPSS que não foram prestados. Na plataforma da SS eram introduzidas listagens cujo número de utentes era muito superior ao dos que preenchiam as condições para o recebimento dos pagamentos.

De acordo com o despacho de acusação a que o JN teve acesso, entre janeiro de 2014 e janeiro de 2016, a associação apenas prestou serviço a quatro utentes, mas nas listas mensais surgiam quase sempre vinte. Segundo os cálculos da Segurança Social, a diferença entre os serviços prestados e os devidos gerou um pagamento indevido de 96.841,89 euros.

A IPSS e as quatro ex-dirigentes arguidas (duas presidentes, uma vice e uma diretora técnica) são julgadas por burla tributária.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG