Crime

Ex-presidente do Turismo do Norte acusado de abuso de poder e corrupção

Ex-presidente do Turismo do Norte acusado de abuso de poder e corrupção

Melchior Moreira, ex-presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), foi acusado pelo Ministério Público de crimes de participação económica em negócio, abuso de poder e corrupção. Há mais 28 acusados (pessoas singulares e coletivas), incluindo dirigentes de topo daquele organismo.

A Procuradoria-Geral Distrital do Porto esclarece, este sábado, que, além de Melchior Moreira, foram acusados a vice-presidente, a diretora de departamento operacional, um membro da comissão executiva, a diretora de núcleo, a diretora de departamento, uma técnica superior e um coordenador de gabinete do TPNP.

A estes arguidos foram "imputados a sete o crime de participação económica em negócio e o crime de abuso de poder, a seis o de falsificação, a três o de peculato e de peculato de uso e a um o de recebimento indevido de vantagem e de corrupção passiva".

PUB

De acordo com o Ministério Público estão em causa, entre outros, "os procedimentos de contratação de pessoal e de aquisição de bens, a utilização de meios da entidade para fins pessoais, o apoio prestado a clubes de futebol - a um como contrapartida de favores pessoais ao presidente da referida entidade estatal e a outro como meio de autopromoção pessoal deste no meio futebolístico - o recebimento indevido de ajudas de custo e o recebimento de ofertas provenientes de operadores económicos".

Os restantes arguidos estão acusados dos crimes de participação económica em negócio (quatro), corrupção ativa (um) falsificação (onze) e recebimento indevido de vantagem (cinco).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG