O Jogo ao Vivo

Galpgate

Ex-secretários de Estado já são arguidos

Ex-secretários de Estado já são arguidos

Os antigos secretários de Estado constituídos arguidos no caso "Galpgate", segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR), ficaram sujeitos a termo de identidade e residência já depois de terem sido interrogados pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa (DIAP).

O processo tem seis arguidos e foi pedido levantamento da imunidade parlamentar do deputado do PSD, Cristóvão Norte.

Fernando Rocha Andrade, ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, João Vasconcelos, antigo secretário de Estado da Indústria e Jorge Costa, da Internacionalização, foram constituídos arguidos no caso sobre alegadas vantagens indevidas recebidas, nomeadamente viagens, refeições e bilhetes para jogos do Euro-2016.

Além daqueles ex-secretários de Estado do Governo de António Costa, que pediram a sua demissão quando espoletou o caso, foram ainda constituídos arguidos "um chefe de gabinete, um ex-chefe de gabinete e um assessor governamental", o que completa o rol de seis arguidos.

O processo apelidado já como "Galpgate" investiga o pagamento de viagens, refeições e bilhetes para jogos da seleção nacional durante o Euro 2016 por parte da Galp, estando em causa factos que podem integrar a prática de crimes de recebimento indevido de vantagens.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG