Exclusivo

Extradição de João Rendeiro também é um processo político

Extradição de João Rendeiro também é um processo político

Governos de Portugal e da África do Sul mantiveram contactos antes da detenção do ex-banqueiro. Troca de documentos oficiais entre os países tem de ser efetuada por "via diplomática", através do Ministério dos Negócios Estrangeiros, e será o ministro da Justiça sul-africano que terá a decisão final sobre a extradição.

Não foram apenas as autoridades policiais e judiciárias de Portugal e África do Sul que mantiveram contactos antes da detenção de João Rendeiro. Também os governos dos dois países aprovaram a operação que levaria o ex-presidente do Banco Privado Português (BPP) à cadeia.

Dois advogados sul-africanos garantem, ao JN, que tal como acontece em casos de extradição Portugal, o ministro da Justiça da África do Sul terá a última palavra num processo que, embora eminentemente judicial, é igualmente um processo político.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG