Burla

Falsa advogada ficava com sinal para compra de casa

Falsa advogada ficava com sinal para compra de casa

A PSP deteve, em Cascais, uma mulher, com 57 anos, que se fazia passar por advogada e burlou diversas pessoas na aquisição de casa. Ficou com cerca de 30 mil euros, que lhe haviam sido dados dados para sinalizar a compra de imóveis.

A mulher, que atuava à revelia das imobiliárias, a quem também terá conseguido enganar, foi detetada perto de uma imobiliária, à porta da qual se reuniu um grupo de vítimas de burla, que aguardavam pela sua chegada.

Diligências policiais permitiram apurar que a mulher se fazia passar por advogada e recebia um sinal monetário para a compra de imóveis, à revelia da imobiliária.

PUB

A falsa advogada terá recebido entre três mil e 7.500 euros de cada lesado, perfazendo um total de cerca de 30 mil euros, "prometendo a realização de escrituras sem nunca as vir a realizar", refere a PSP.

Após a formalização de sete denúncias por parte das vítimas, a detida foi notificada para comparecer no Tribunal Judicial da Comarca de Cascais, para aplicação das medidas de coação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG