Cartaxo

Falsa empregada de limpeza detida em flagrante a assaltar casa

Falsa empregada de limpeza detida em flagrante a assaltar casa

Mulher de 53 anos dizia ser empregada mas só queria conhecer as casas e os hábitos dos donos para depois as roubar. Foi detida em flagrante a assaltar uma habitação no Cartaxo. É suspeita de pelo menos cinco furtos.

Os militares da GNR do Cartaxo foram alertados para um furto numa residência e, de imediato, deslocaram-se para a localidade de Vila Chã de Ourique. Entraram pela residência e conseguiram surpreender a suspeita, encapuçada, que foi de imediato detida.

Após a detenção foi possível identificar a mulher, de 53 anos, como uma pessoa já referenciada pela prática deste tipo de delitos.

Apurou-se que a mulher se apresentava como empregada doméstica e chegou a fazer limpezas em algumas residências. Porém, apenas queria obter conhecimento dos meios de acesso às casas, os bens nelas existentes e as rotinas dos proprietários para depois poder levar a cabo os furtos numa altura em que ninguém estivesse presente.

"Foi desencadeada uma série de diligências de investigação por parte dos militares da estrutura de investigação criminal do Comando e do Destacamento Territorial, ambos de Santarém, tendo culminado com a realização de uma busca domiciliária e uma busca em estabelecimento de compra e venda de ouro", explica a GNR em comunicado.

Das diligências resultou a apreensão de diversas peças em ouro, diversa sucata em prata, dinheiro (em notas de francos, reais e dólares), 16 relógios, uma arma de alarme e diverso material utilizado para realizar furtos.

Segundo a GNR, o material apreendido permitiu relacionar a detida com outros delitos ocorridos nos concelhos de Santarém e do Cartaxo, tornando-a suspeita de pelo menos cinco furtos.

Na sexta-feira, a detida foi apresentada ao Tribunal Judicial do Cartaxo, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG