Premium

Falta de droga no mercado faz aumentar consumo de metadona

Falta de droga no mercado faz aumentar consumo de metadona

O número de pessoas a entrar em programa de metadona aumentou na pandemia, devido à falta de dinheiro e à escassez de substâncias ilícitas no mercado.

A crise também chegou aos toxicodependentes. Só em Lisboa, o Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD) estima que cerca de 300 pessoas iniciaram a toma do medicamento substituto de heroína. Os centros de Respostas Integradas (CRI), equipas e organizações tentaram agilizar os procedimentos para dar resposta rápida.

Segundo o presidente do SICAD, o aumento da procura "tem sido reportado pelas organizações que trabalham na redução de danos e que sentiram maior pressão para admissão de novos doentes". João Goulão explica que "houve uma redução em todas as vias de introdução de drogas no mercado, pelo que houve escassez das drogas clássicas".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG