Premium

Família de utente leva a tribunal doação suspeita à Misericórdia

Família de utente leva a tribunal doação suspeita à Misericórdia

A Santa Casa da Misericórdia de Ourique, o provedor, José Raul dos Santos, e o advogado são visados num processo a ser julgado em breve e movido pelos familiares de Carlos Castro e Nunes, de 74 anos, um utente do lar daquela instituição falecido em 23 de fevereiro de 2017.

Em causa está um contrato de doação dos bens a favor da Santa Casa que a família pretende ver anulado por suspeitar das circunstâncias em que o mesmo foi feito. A Santa Casa da Misericórdia de Ourique apresentou uma contestação à ação judicial.

O património é constituído por metade de dois prédios mistos e de um prédio urbano e duas contas bancárias, no valor de 346 444,96 euros. A família pretende que o tribunal declare a doação como inexistente e que a Santa Casa seja condenada a devolver os referidos bens.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG