O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Fiscal da Câmara e mulher tiram herança a deficiente

Fiscal da Câmara e mulher tiram herança a deficiente

Aproveitaram-se das dificuldades cognitivas de uma mulher, de 60 anos, que sofre desde sempre do transtorno da personalidade esquizoide. Dois vizinhos, ele fiscal da Câmara da Régua e ela desempregada, apropriaram-se da herança, avaliada em 85 mil euros.

Eram dois imóveis, um negócio familiar e um veículo. A vítima ficou sem meios de subsistência. Mas o casal, que restituiu todos os bens depois de ter sido acusado de burla, foi agora condenado a três anos de prisão, com pena suspensa, na condição de pagar 12 mil euros de indemnização à vítima.

De acordo com o Tribunal da Régua, a vítima foi sempre submetida pelos pais - donos de uma bijutaria - a um estilo de vida superprotetor, ficando sem retaguarda depois de falecerem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG