Famalicão

Foi buzinar à porta da esquadra para conseguir fugir ao ex-namorado

Foi buzinar à porta da esquadra para conseguir fugir ao ex-namorado

Perseguiu a ex-namorada até à esquadra da PSP de Vila Nova de Famalicão e ameaçou-a à frente dos agentes porque não aceitava a separação. Acabou detido, no passado domingo e ficou sujeito a termo de identidade e residência.

A vítima, empregada comercial de 40 anos, estaria num restaurante na zona de Bairro, concelho de Famalicão, quando avistou o ex-namorado, que trabalha numa fábrica. "Para evitar contacto" com ele, abandonou o estabelecimento comercial, entrou no carro e arrancou.

Pouco depois, apercebeu-se de que era seguida. Ficou em pânico porque o homem vinha a fazer uma condução "extremamente agressiva". Segundo o relato que fez à PSP terá "tentado por várias vezes ultrapassá-la e bloquear-lhe o caminho, colocando-a em perigo e causando-lhe medo".

Receosa de que "algo grave pudesse acontecer", a empregada comercial procurou refúgio na esquadra da PSP. Parou mesmo em frente ao edifício e buzinou desesperadamente, procurando alertar os agentes, que de imediato saíram para ver o que se passava. Nada que demovesse o ex-namorado.

O indivíduo estacionou o carro e dirigiu-se à vítima, ameaçando-a, já na presença de agentes da PSP. Foi detido. Nem assim a atitude do homem mudou.

"Manteve sempre uma postura agressiva, injuriando a vítima, bem como os elementos policiais", lê-se no comunicado da PSP. Aliás, também recusou fazer o teste de alcoolemia.

O operário fabril foi presente ao tribunal e ficou sujeito a termo de identidade e residência, saindo em liberdade.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG