Amarante

Foi trancada na mala do carro, sequestrada durante dois dias e forçada a sexo pelo ex-namorado

Foi trancada na mala do carro, sequestrada durante dois dias e forçada a sexo pelo ex-namorado

Agressor, também com 21 anos, foi detido pela GNR depois de tentar arrombar a pontapé porta da casa dos pais da vítima.

Uma jovem de Amarante, de 21 anos, foi esfaqueada, colocada na mala de um carro, sequestrada durante dois dias e forçada à prática de atos sexuais pelo ex-namorado. Este ainda obrigou a vítima a ceder-lhe os códigos de acesso às suas redes sociais e, num último episódio de violência, tentou arrombar a pontapé a porta de casa dos pais da jovem. A GNR já tinha sinalizado o agressor, por, no final do ano passado, ter auxiliado um amigo a espancar, com recurso a uma soqueira, o atual namorado da ex-companheira. E agora deteve-o.

O casal manteve um relacionamento durante quatro anos, mas no final de 2019, a rapariga colocou um ponto final no namoro, por não mais aguentar os ciúmes doentios e o controlo obsessivo evidenciado pelo rapaz, também com 21 anos. Contudo, quando pensava que tudo tinha terminado, a situação piorou. O jovem passou a controlar os movimentos da antiga companheira e a manifestar comportamentos cada vez mais violentos, que incluíram agressões e ameaças de morte. Numa dessas situações, o agressor tentou desfigurar a vítima com um x-ato, só não o conseguindo, porque esta colocou as mãos em frente ao rosto e foi atingida num braço.

Ao longo do ano passado, a rapariga foi forçada a manter relações sexuais e viu o agressor partir-lhe três telemóveis para a impedir que mantivesse contacto com outras pessoas. As suas redes sociais também eram controladas ao pormenor. A escalada de violência atingiu níveis inimagináveis quando a rapariga foi sequestrada, colocada na mala de um carro e trancada, durante dois dias, na casa do ex-namorado.

O caso aconteceu no final do ano passado e só terminou, porque a vítima conseguiu fugir e refugiar-se na casa dos pais. Quando descobriu a fuga, o rapaz dirigiu-se ao local e tentou arrombar, a pontapé, a porta da residência. Em pânico, a jovem apresentou queixa na GNR e, no final da semana passada, os militares do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas de Penafiel concretizaram a detenção do agressor. Após interrogado pelo juiz, este ficou obrigado a usar uma pulseira eletrónica para não se aproximar da antiga namorada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG