Premium

Francisco George acusado de lesar Cruz Vermelha

Francisco George acusado de lesar Cruz Vermelha

O presidente da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP), Francisco George, é acusado de ter tomado decisões lesivas aos interesses da CVP e do hospital.

Além de alegadamente ter afastado pessoas competentes, que lhe faziam frente, desde que assumiu funções, em 2017, a contestação à sua gestão está a subir de tom.

"A figura do dr. Francisco George e da equipa que representa é absolutamente incompatível com o futuro do Hospital da Cruz Vermelha. A sua presença põe em perigo a continuidade da nossa missão", denuncia a terceira carta subscrita por médicos, enfermeiros, técnicos e administrativos e enviada ao presidente da República, ao presidente da Assembleia da República, ao primeiro-ministro, e aos ministros das Finanças, da Defesa e da Saúde.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG