Exclusivo

Freiras e sacerdote acusados de escravidão deixaram bispo à porta

Freiras e sacerdote acusados de escravidão deixaram bispo à porta

Padre de comissão nomeada pela diocese para tomar conta do convento de Requião, em Famalicão, nunca tomou posse.

O arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, e os três padres da comissão que a diocese nomeou para acompanhar o "convento" de Requião, em Famalicão, onde noviças seriam maltratadas e obrigadas a trabalhar, foram deixados à porta no dia em que deviam ter tomado posse. O padre e as três freiras acusados de alegados crimes de escravidão barraram-lhes a entrada. A revelação foi feita no julgamento que está a decorrer no Tribunal de Guimarães por Vítor Costa, um dos padres da comissão, criada depois da intervenção da Polícia Judiciária (PJ), no final de 2015.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG