Torres Vedras

Fugiram com apostas no Placard que poderiam render mais de 15 mil euros

Fugiram com apostas no Placard que poderiam render mais de 15 mil euros

Quatro jovens foram detidos pela PSP depois de terem fugido de dois estabelecimentos de Torres Vedras sem pagar apostas no Placard que poderiam ter rendido mais de 15 mil euros.

Os suspeitos, com idades compreendidas entre os 20 e os 23 anos, foram apanhados quando tentavam já abandonar a cidade num carro alugado, adianta esta quinta-feira, em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) da PSP.

O caso aconteceu na segunda-feira e em causa está a prática do crime de burla, na forma de tentada.

Para conseguir apoderar-se dos talões, os suspeitos terão dito às funcionárias que queriam confirmar os palpites que já tinham inserido antes de voltarem a apostar e pagar por multibanco ou MBWAY.

"Os lucros condicionados aos resultados apostados totalizavam o valor de 7344 euros num local e 8568 no outro", acrescenta o Cometlis.

Os detidos têm todos antecedentes criminais e um deles estava mesmo sujeito, como medida de coação, à "proibição de frequentar estabelecimentos onde se realizem apostas desportivas".

Os factos baixaram a inquérito e os suspeitos ficaram sujeitos a termo de identidade e residência. Já os talões foram apreendidos pela PSP.

Na segunda-feira, o Cometlis apelou aos mediadores dos Jogos Santa Casa que desconfiem quando o valor das apostas no Placard é elevado e só entreguem o comprovativo dos palpites - que permitem levantar posteriormente os prémios - após estes serem pagos.

Já a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa anunciou que os prémios associados a talões furtados serão bloqueados.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG