Exclusivo

Fundos credores do BES exigem milhões a Salgado

Fundos credores do BES exigem milhões a Salgado

Intenção de serem indemnizados consta do processo à queda do GES. Um ano após ter saído a acusação, ainda corre prazo para pedir instrução.

Oito fundos estrangeiros que emprestaram centenas de milhões de euros ao Banco Espírito Santo (BES) manifestaram oficialmente a intenção de exigir, no processo principal à queda do Grupo Espírito Santo (GES), ser indemnizados por Ricardo Salgado e outros arguidos, pelo dinheiro que perderam depois da resolução daquela instituição financeira, decidida pelo Banco de Portugal em 2014. Mais de mil lesados do BES e a massa insolvente de duas empresas do GES querem ser igualmente ressarcidas pelos acusados.

Um ano depois de, a 14 de julho de 2020, o Ministério Público (MP) ter deduzido acusação contra 18 pessoas e sete entidades coletivas, está ainda a correr, até ao início de setembro, o prazo para os arguidos pedirem a abertura da instrução do processo e, assim, tentarem evitar o julgamento. A obrigatoriedade, devido à existência de três arguidos suíços, de traduzir a acusação, com 4117 páginas, para francês ditou o prolongamento desta fase do processo, iniciado há quase sete anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG