Lisboa

Gerente de restaurante de hotel de luxo despedido por assédio sexual

Gerente de restaurante de hotel de luxo despedido por assédio sexual

Queixas de quatro empregadas contra chefe em Lisboa levadas a sério por cadeia internacional.

O gerente do restaurante de um hotel de luxo em Lisboa foi despedido por ter assediado sexualmente, entre 2015 e 2018, quatro trabalhadoras suas subordinadas. Apesar do desinteresse destas em qualquer relacionamento amoroso, o homem - que chegou a ganhar o prémio de "empregado do ano" - insistiu com as colegas para irem para um motel e não renovou o contrato de uma estagiária, tida como "excelente profissional", alegando o suposto problema de "sorrir pouco".

Na impugnação do despedimento no Tribunal do Trabalho de Lisboa, o funcionário considerou que em causa estavam "meros piropos" e que o seu comportamento é apenas "parte da sua maneira de ser". Mas o despedimento promovido pela cadeia internacional de hotéis de luxo, considerado lícito em primeira instância, foi já confirmado pelo Tribunal da Relação de Lisboa.

Ler mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG