Beja

GNR apreende rádios ilegais para espantar pássaros

GNR apreende rádios ilegais para espantar pássaros

Militares do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) do Comando Territorial de Beja apreenderam, numa exploração agrícola deste concelho alentejano, em meados de janeiro, seis rádios emissores de sons e sinais, conhecidos como "Espanta Pardais".

Os aparelhos estavam a ser usados em zonas arborizada, para emitir sons de aves de rapina e de socorro dos próprios pardais, espécie que os agricultores vêm como uma ameaça às árvores de fruto. O objetivo dos agricultores é espantar as aves das áreas arborizadas.

O NPA da GNR levou a efeito uma ação de fiscalização dos aparelhos em diversas explorações e, no concelho de Beja, detetou seis daqueles dispositivos, que não se encontravam licenciados pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

Além da apreensão dos seis aparelhos, foram também apreendidas seis bolsas de transporte dos mesmos e foi elaborado um auto de contraordenação, por falta de licenciamento dos rádios. A licença pode atingir um valor que ronda os 45 mil euros, tendo o respetivo expediente sido já remetido ao ICNF.

Segundo apurou o JN, os aparelhos são comprados em Espanha. Cada um custa cerca de 330 euros por unidade e permite cobrir uma área de 0,6 hectares (6.000 m2).

Os "Espanta Pardais" reproduzem de três tipos de sons: de "pedidos de socorro" dos próprios pardais; de aves de rapina, em particular falcões e gaviões; e de sonoridades eletrónicas de aves em situação de encurralamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG