Premium

GNR casado condenado por ameaçar namorada 18 anos mais nova

GNR casado condenado por ameaçar namorada 18 anos mais nova

Guarda marcou casamento com rapariga, mas no dia não apareceu. Tribunal aplicou pena de dois anos e quatro meses, suspensa.

Um militar da GNR, colocado num posto de Vila Nova de Gaia, foi condenado por violência doméstica por, ao longo de três anos, ter insultado, vigiado e maltratado a jovem com quem manteve um relacionamento amoroso. Apesar de casado e com filhos, o guarda chegou a marcar casamento com a rapariga - 18 anos mais nova e que desconhecia que o militar já tinha uma família - mas não compareceu à cerimónia marcada na conservatória. E também não cumpriu as ordens do juiz para se manter afastado da vítima, continuando a humilhá-la e a ameaçá-la de morte.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG