Premium

Guarda cobrava dois mil euros por cada encomenda traficada

Guarda cobrava dois mil euros por cada encomenda traficada

Rogério Machado, um dos cinco guardas prisionais detidos na megaoperação realizada pela Polícia Judiciária (PJ), recebia 100 euros por cada telemóvel que introduzisse na cadeia de Paços de Ferreira. Auferia o mesmo valor por cada placa de haxixe e 50 euros por cada anabolizante.

Segundo a investigação, este guarda prisional, libertado após primeiro interrogatório judicial, nunca cobrava menos de dois mil euros por cada encomenda - que incluía cocaína, heroína, haxixe e telemóveis - que passasse pelos portões da prisão.

Outros Artigos Recomendados