Exclusivo

Guardas de Braga ainda não receberam remunerados feitos no Rally de Portugal

Guardas de Braga ainda não receberam remunerados feitos no Rally de Portugal

Os militares da GNR não recebem desde agosto pelos serviços remunerados efetuados. No caso do Comando Territorial de Braga também não foram liquidados os montantes devidos pelo serviço feito, fora do horário normal de trabalho, durante o Rally de Portugal, ocorrido em maio. A denúncia é feita pela Associação de Profissionais da Guarda (APG/GNR), que pretende saber o que foram feitos aos "milhões de euros" pagos antecipadamente à Guarda, mas que continuam sem ser entregues aos militares.

O coordenador da região Norte da APG/GNR, Paulo Pinto, garante que, no Comando Territorial de Braga, "são devidos aos profissionais os valores dos serviços remunerados prestados desde agosto" e acrescenta que também o trabalho no "Rally de Portugal, que teve lugar em maio", não foi abonado aos guardas. Uma situação que, diz, "muito se estranha, já que os profissionais de outras unidades que estiveram empenhados neste evento já foram abonados dos respetivos valores".

A APG/GNR dá como exemplo o Comando Territorial do Porto, onde os serviços remunerados referentes à prova automobilística já foram pagos. Mas onde, salienta também, está em falta, como acontece por todo o país, o pagamento de todos os serviços remunerados realizados desde agosto. "Sem que exista alguma explicação", refere Paulo Pinto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG