Exclusivo

Há 50 investigações em curso a negócios e corrupção no futebol

Há 50 investigações em curso a negócios e corrupção no futebol

Os milhões gerados pela indústria do futebol e os nebulosos circuitos por onde circulam são alvo da atenção do Ministério Público (MP) há anos.

Só no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), há 50 inquéritos que investigam os negócios dos clubes da primeira e da segunda Liga, pelos negócios mas também por casos de corrupção desportiva. No Fisco, há mais uma centena de processos administrativos, que são, regra geral, resolvidos voluntariamente pelos visados.

A Operação Fora de Jogo, que investiga um alegado esquema de comissões-fantasma milionárias pagas por clubes de futebol, através da emissão de faturas de serviços de intermediação fictícios, é o processo mais complexo, pela dimensão que já atingiu. Agregou seis inquéritos que escrutinam negócios de 500 milhões de euros e têm cerca de 130 arguidos, entre futebolistas, agentes ou intermediários, advogados, dirigentes desportivos, sociedades desportivas e outras pessoas singulares e coletivas. No topo dos clubes sob suspeita estão Benfica, F.C. Porto, Sporting, Braga, Guimarães e Marítimo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG