Exclusivo

Hacker do Benfica suspeito de piratear sistema da Justiça

Hacker do Benfica suspeito de piratear sistema da Justiça

Rui Pinto foi detido em Budapeste, na Hungria, onde vivia há vários anos. Polícia Judiciária apreende material informático que irá fortalecer investigação

É suspeito de ter sacado milhões de e-mails do Benfica, do fundo de investimentos Doyen, e de estar por detrás da plataforma Football Leaks. Mas Rui Pinto também terá conseguido piratear o sistema judicial português, acedendo a inúmeros documentos em segredo de justiça. Por tudo isto, o gaiense, de 30 anos, foi ontem detido na Hungria, a pedido da Polícia Judiciária (PJ). Está indiciado por violação de segredo de justiça, além de crimes de extorsão qualificada na forma tentada, acesso ilegítimo e ofensa a pessoa coletiva.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, as autoridades têm fortes suspeitas de que Rui Pinto obteve, através de pirataria, documentos sensíveis, como uma nota interna redigida pelo coordenador da PJ responsável pelo caso e-Toupeira. Esse documento, tornado público através do blogue "Mercado de Benfica", descrevia o facto de o investigador ter recebido uma chamada anónima dando conta de que o Benfica teria uma toupeira no sistema judicial. Do mesmo modo, foi subtraído do Ministério Público o inquérito dos "bilhetes VIP" do ministro Mário Centeno, para ver um jogo na Luz, assim como o processo e-Toupeira.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG