Cibercrime

Hackers sequestraram mais de 30 organismos públicos só neste ano

Hackers sequestraram mais de 30 organismos públicos só neste ano

Dezenas de câmaras e juntas foram atacadas por piratas desde janeiro. Os "hackers" pedem dinheiro para devolver dados.

Desde o início do ano, mais de três dezenas de organismos públicos foram alvo de "hackers" que conseguiram sequestrar os sistemas informáticos de câmaras municipais, juntas de freguesia ou agrupamentos de escolas, entre outros, para exigir um resgate. O último caso conhecido é o da Câmara Municipal de Vinhais, que se debate há exatamente uma semana para tentar recuperar os dados, capturados pelos piratas.

O fenómeno, chamado "ransomware" afeta sobretudo empresas, mas não está agora a poupar os organismos públicos. Os atacantes usam software nocivo para se apoderarem de sistemas e ficheiros, exigindo aos utilizadores um resgate, muitas vezes em bitcoins (moeda virtual), para acabar com o "sequestro".

Ler mais na edição impressa ou versão e-paper