O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Haxixe apreendido nos Açores este ano já ultrapassou quantidade de 2021

Haxixe apreendido nos Açores este ano já ultrapassou quantidade de 2021

Droga é a mais consumida no arquipélago e chega às ilhas de barco, avião e encomendas postais. PJ realiza frequentes ações policiais com cães para detetar produto estupefaciente

A Polícia Judiciária (PJ) dos Açores já apreendeu mais haxixe nos primeiros oito meses deste ano do que em 2021. Este crescimento vem acentuar uma tendência registada nos últimos anos e pode ser justificado por um maior consumo desta droga no arquipélago, como também por uma melhoria dos índices de eficácia das ações policiais. Muitas delas contam com a participação de cães da GNR treinados para detetar e localizar este produto estupefaciente. Ainda esta semana, um traficante foi apanhado em flagrante com haxixe dissimulado na bagagem que o acompanhou no voo entre Lisboa e Ponta Delgada.

A mala, colocada no porão do avião que ligou a capital portuguesa à principal cidade da ilha de São Miguel, escondia sete quilos de haxixe e pertencia a um lisboeta, de 49 anos. A droga foi descoberta durante uma das muitas ações de prevenção que o Departamento de Investigação Criminal dos Açores da PJ tem levado a cabo e que contam com a participação de cães da GNR. "Eles estão treinados especificamente para detetar haxixe e, por esse motivo, são usados para fiscalizar as malas que chegam a Ponta Delgada nos voos que são considerados de risco por nós", explica o coordenador da PJ dos Açores, Renato Fortunato.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG