Crime

Homem acusado de homicídio tentado e violação em Barcelos

Homem acusado de homicídio tentado e violação em Barcelos

O homem que, em maio, foi detido por tentar matar e violar uma mulher em Tamel S. Fins, freguesia de Barcelos, já tinha sequestrado e violado outra vítima no Natal passado.

O Ministério Público (MP), em despacho de 10 de novembro, deduziu acusação imputando-lhe a prática de dois crimes de violação - um dos quais na forma tentada -, de um crime de sequestro, de dois crimes de coação agravada, de um crime de dano, de um crime de detenção de arma proibida e de um crime de homicídio qualificado.

Segundo o MP, "o arguido contratou os serviços de uma prostituta, com quem manteve relacionamento sexual a troco de dinheiro na noite de 25 para 26 de dezembro de 2020, na sua casa de residência".

Na manhã seguinte, "quando a prostituta se aprestava a ir embora", o arguido "apontou uma arma de fogo" à cabeça, tirou-lhe os telemóveis, "obrigou-a a permanecer na sua casa de residência e a manter consigo relacionamento sexual, só a libertando por volta das 24 horas".

Cinco meses depois, o arguido tentou fazer o mesmo com outra prostituta, que ofereceu resistência e fugiu para a rua "completamente nua, aos gritos". Com toda a algazarra, vários populares tentaram ajudar a vítima enquanto o homem continuava "a persegui-la, efetuando disparos".

"O arguido, mediante a exibição da arma de fogo, compeliu um automobilista a quem a vítima pedira ajuda a sair do seu veículo automóvel, partiu o vidro traseiro deste com uma pancada, agarrou de novo a vítima pelos cabelos e deu-lhe pancadas na cabeça com força usando a coronha da arma; apontando a arma à cabeça da ofendida premiu o gatilho com a intenção de efetuar um disparo e de a matar, o que só não aconteceu porque a arma não disparou", descreve o MP.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG