Violência doméstica

Homem em Castro Daire proibido de se aproximar da ex-mulher

Homem em Castro Daire proibido de se aproximar da ex-mulher

Um homem de 69 anos detido pelo crime de violência doméstica ficou proibido pelo tribunal de se aproximar a uma distância inferior a 500 metros da vítima, a sua ex-mulher, de 68 anos, anunciou, esta quarta-feira, a GNR.

O Comando Territorial de Viseu da GNR, através do Posto Territorial de Castro Daire, deteve, no dia 19, um homem de 69 anos, por violência doméstica, no concelho de Castro Daire.

Na sequência da detenção, o detido foi presente no Tribunal Judicial de Viseu, "onde lhe foi aplicada a medida de coação de não estabelecer contacto, por qualquer meio, com a vítima".

PUB

"A proibição de se aproximar a uma distância inferior a 500 metros da vítima, da sua residência, do seu local de trabalho, ou de qualquer outro local onde esta se encontre", descreveu a GNR.

A medida de coação "será controlada por meios técnicos de controlo à distância", que também vigiará a "não aquisição e o não uso de armas ou outros objetos e utensílios que detiver, capazes de facilitar a continuação da atividade criminosa".

O homem de 69 anos, residente no concelho de Castro Daire, norte do distrito de Viseu, tinha sido "detido em flagrante", no âmbito de uma denúncia de violência doméstica feita para a GNR.

"Os militares deslocaram-se de imediato para o local, onde o suspeito tinha na sua posse uma faca e proferia ameaças à sua ex-mulher, de 68 anos, tendo sido de imediato detido em flagrante", contou.

No decurso das diligências policiais, "foi possível verificar que a arma usada pelo suspeito é considerada uma arma branca, tendo sido o suspeito também indiciado por posse ilegal de arma".

A GNR lembrou que a violência doméstica "é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva" e que "se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação" deverá usar os vários meios disponíveis como, por exemplo, o 112.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG