Violência doméstica

Homem perseguido pela PSP tenta esconder-se na sede da PJ

Homem perseguido pela PSP tenta esconder-se na sede da PJ

Um homem foi, esta terça-feira, detido no interior da garagem da sede da Polícia Judiciária (PJ) em Lisboa, onde pensava que se podia refugiar e esconder de uma perseguição da PSP, motivada por um caso de violência doméstica. Com o veículo partiu a pataleta da entrada da garagem da PJ.

O caso aconteceu no final de tarde desta terça-feira. A PSP foi chamada à zona do Campo Grande onde o indivíduo discutia com a mãe. Com a chegada da patrulha, o homem entrou no carro e fugiu.

A PSP começou a segui-lo e, pelas ruas de Lisboa, abalroou várias viaturas da Polícia e também atropelou um motorista da Uber, quando estava numa rua em contramão.

Após duas dezenas de minutos em perseguição, ao que tudo indica por se sentir encurralado e na tentativa de se esconder, o homem decidiu entrar numa garagem da rua Gomes Freire. Só que a entrada pertencia à sede da PJ.

Imediatamente e em flagrante delito, vários inspetores detiveram, no piso menos 2, o homem que desconhecia estar nas instalações da PJ, até ver os elementos da PJ de arma em punho.

Ficou detido e vai ser ouvido em tribunal esta quarta-feira. Está indiciado por crimes de danos, resistência e coação, condução perigosa, desobediência, entre outros crimes