Polícia

Homicida do very-light detido estava a cumprir segunda pena

Homicida do very-light detido estava a cumprir segunda pena

O adepto benfiquista que matou um adepto do Sporting durante na Taça de Portugal de 1996 foi detido, este sábado, quando tentava assistir ao Benfica - Chaves (3-0). A PSP já explicou a detenção.

Em comunicado enviado este domingo às redações, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP informou que cumpria "um mandado de detenção emitido por Autoridade Judiciária, para cumprimento de pena de três anos, no âmbito de um processo-crime de detenção de arma proibida (artefactos pirotécnicos)".

O detido, Hugo Inácio, foi condenado, em 1998, a quatro anos de prisão, depois de, dois anos antes, ter matado um adepto do Sporting, com um very-light, durante a final da Taça de Portugal, no Jamor.

Em 2016, Hugo Inácio voltou a ser condenado a três anos de prisão e proibição de entrar em recintos desportivos durante sete anos, por posse de material pirotécnico, disse à Lusa fonte da PSP, especificando que o adepto em causa desobedeceu a uma pena determinada pelo tribunal, pelo que será julgado novamente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG