Premium

Idosa queimada em banho com água a ferver exige 100 mil euros a lar

Idosa queimada em banho com água a ferver exige 100 mil euros a lar

Maria Augusta Santos, de 88 anos, vive há mais de 10 anos no Lar de São Lourenço, em Ermesinde (Valongo). A 18 de dezembro de 2014 foi deixada no chuveiro com a água a ferver, sentada numa cadeira de rodas. Desconhece-se quanto tempo durou o sofrimento da idosa. O caso chegou agora a tribunal e a família exige ao lar uma indemnização de 100 mil euros.

Só no dia seguinte ao banho a ferver, e por insistência dos filhos, é que Maria Augusta Santos foi transportada ao Hospital de São João, no Porto. De seguida, foi transferida para a Unidade de Queimados do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra.

O Centro Social de Ermesinde, que gere o lar de idosos, duvida que o atraso no transporte para o hospital tenha contribuído para o agravamento do estado de saúde de Maria Augusta. "A esse respeito, vai ser decidido em tribunal se há responsabilidade e de quem", responde, ao JN, Henrique Rodrigues, presidente da instituição, salientado que a funcionária que interveio no incidente foi suspensa durante um mês e depois rescindiu contrato, por acordo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG