Exclusivo

Indianos escravos na agricultura ameaçados com abusos sexuais

Indianos escravos na agricultura ameaçados com abusos sexuais

Cinco acusados pelo Ministério Público prometeram bons salários a imigrantes ilegais que acabavam a viver em condições indignas.

Dezenas de cidadãos indianos ilegais foram escravizados na agricultura no concelho de Serpa e obrigados a viver em condições indignas, sob ameaças de agressões físicas e psicológicas. Quatro indianos e um paquistanês foram agora acusados pelo Ministério Público (MP) de crimes de auxílio à imigração ilegal, associação de auxílio à imigração ilegal, tráfico de pessoas e associação criminosa,

Segundo a acusação, os crimes tiveram início em 2019. Gurjit Singh, com ajuda dos outros arguidos, controlava todos os passos dos explorados, que chegavam a Portugal e eram contratados pela empresa Surpresa Erudita Unipessoal, Lda, registada em nome de Sukhpal Kaur Brar, mas de facto gerida por Gurjit. As ofertas de emprego "eram tentadoras", mas a realidade era bem diferente. Os prometidos 600/635 euros mensais, "descontadas todas as alcavalas", não chegavam a 350 euros, com jornadas diárias de 12 horas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG