Exclusivo

Inquérito a agressões na Urgência de Famalicão ainda por concluir

Inquérito a agressões na Urgência de Famalicão ainda por concluir

Ataque a dois enfermeiros e vigilante no hospital de Famalicão tem 13 suspeitos e aguarda acusação. Policiamento, segurança e vigilância reforçados.

O inquérito crime às agressões a dois enfermeiros e um vigilante no serviço de Urgência do hospital de Famalicão, no passado mês de fevereiro, ainda não foi concluído pelo Ministério Público (MP). Há 13 suspeitos identificados e desde que o caso aconteceu a segurança foi reforçada com rondas policiais e de seguranças privados. "O inquérito encontra-se em investigação e está sujeito a segredo de justiça", informou a Procuradoria-Geral da República.

Na madrugada de 22 de fevereiro, um grupo de indivíduos invadiu a urgência e agrediu o vigilante e dois enfermeiros. Ambos sofreram ferimentos graves. O grupo abandonou o local ainda antes das autoridades chegarem ao local. A PSP terá demorado cerca de 45 minutos a chegar, o que provocou protestos. Na altura a Policia disse ter cumprido o protocolo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG