O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Instalações do Porto aquecem eleições na Ordem dos Advogados

Instalações do Porto aquecem eleições na Ordem dos Advogados

Menezes Leitão garante que Conselho nortenho pode ser expulso de prédio. Paulo Pimenta acusa concorrente a bastonário de mentir.

É um assunto que está a aquecer a campanha para as eleições na Ordem dos Advogados, que arrancam na próxima segunda-feira. O Instituto de Gestão Financeira e Equipamento da Justiça (IGFEJ) não quer renovar o contrato de comodato do edifício do Estado, onde está instalado o Conselho Regional do Porto da Ordem dos Advogados (CRPOA). O ofício do instituto, dependente do Ministério da Justiça (MJ), está a ser tema de campanha entre dois dos candidatos à Ordem. Por um lado, o atual bastonário, Luís Menezes Leitão, diz que o Conselho do Porto está em risco de ficar sem instalações já em janeiro. Por outro, Paulo Pimenta, presidente do CRPOA, garante ser falso que a continuidade esteja em risco.

O contrato foi celebrado entre o MJ e o CRPOA em janeiro de 1993. Previa que o Estado cedesse durante 30 anos e a título gratuito o edifício do centro do Porto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG