Santa Maria da Feira

Rede de tráfico usava café para armazenar e vender droga

Rede de tráfico usava café para armazenar e vender droga

Operação da GNR resultou na detenção de 16 homens e duas mulheres e na apreensão de 182 mil doses de droga. Café onde era vendida a droga está localizado nas imediações de uma escola

Uma rede de tráfico de droga, que operava nos concelhos de Estarreja, Gaia, Santa Maria da Feira e de São João da Madeira foi desmantelada pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR da Feira, que apreendeu 182 mil doses de droga. Um café de Argoncilhe, Feira, era utilizado como local de armazenamento e venda de droga.

Da investigação, que decorria há dois anos, resultou na detenção de 16 homens e duas mulheres, com idades compreendidas entre os 22 e os 47 anos. Todos estão indiciados pelo crime de tráfico de estupefacientes nos distritos de Aveiro e Porto.

De acordo com a GNR, este grupo utilizava estabelecimentos comerciais para armazenamento e venda do produto estupefaciente e o JN apurou que um dos locais mais usados para a venda de droga era um café da freguesia de Argoncilhe, Santa Maria da Feira. Um dos cabecilhas desta rede é residente na Freguesia de Vila Maior. Ele e outro indivíduo, empresário, armazenavam e vendiam a droga nesse café de Argoncilhe, nas proximidades de um estabelecimento de ensino.

Entre os detidos encontram-se, ainda, quatro homens com antecedentes criminais por furto, roubo e tráfico de estupefacientes.

No decorrer da operação do NIC foram cumpridos 63 mandados, dos quais 13 mandados de detenção, 36 em residências, 14 em veículos e sete em estabelecimentos comerciais. 12 homens e uma mulher foram detidos na sequência de mandados de detenção, enquanto os outros quatros homens e uma mulher foram detidos em flagrante delito durante as buscas.

Durante a operação foram apreendidos cerca de 90 quilos de haxixe (182 mil doses); 123 doses de liamba; 39 doses de cocaína; anfetaminas, MDMA, 54 Telemóveis e 29 285 euros em numerário. Foi ainda apreendido diverso material relacionado com a atividade criminosa, entre o qual 12 viaturas ligeiras, dois motociclos, oito balanças, quatro armas de fogo (calibre.12 e 6,35mm), três soqueiras e dois bastões.

Na operação foram empenhados 225 militares da GNR dos Comandos Territoriais de Aveiro, Braga, Coimbra, Porto, Viana do Castelo, Viseu e da Unidade de Intervenção, contando ainda com o apoio da Polícia de Segurança Pública.