Premium

Advogada do Porto acusada de burlar cliente em 91 mil euros

Advogada do Porto acusada de burlar cliente em 91 mil euros

Uma advogada do Porto vai ser julgada sob acusação de, alegadamente, ter burlado um cliente em 91 mil euros, ao convencê-lo a entregar-lhe dinheiro para investir em imóveis que dizia penhorados pelas Finanças e que alegou conseguir adquirir por preço abaixo do valor real.

Os imóveis nunca estiveram penhorados, tinham dono e o cliente ficou sem o dinheiro.

A arguida foi pronunciada pela juíza do Tribunal de Instrução Criminal do Porto, mostrando-se a magistrada, tal como o Ministério Público, convencida de que a advogada se aproveitou da confiança granjeada por 18 anos de serviços ao empresário Vítor Jesus, da área dos materiais de construção, para lhe subtrair 91 mil euros. Francisca Gradim Ferreira terá gizado um plano para o persuadir a realizar investimentos não correspondentes com a realidade. O empresário descobriu ter sido enganado porque nunca foi chamado para as escrituras.

Imobusiness