Vila Real

Agrediu mulher e cunhado com uma faca em frente à filha menor

Agrediu mulher e cunhado com uma faca em frente à filha menor

A GNR de Vila Real anunciou hoje a detenção de dois homens indiciados pelo crime de violência doméstica, um dos quais é suspeito de ter agredido a mulher e o cunhado com uma faca.

O Comando Territorial da Vila Real da GNR disse, em comunicado, que um homem de 47 anos foi detido em "flagrante delito" na quarta-feira à noite, na localidade de Constantim, pelo crime de violência doméstica.

Após uma denúncia de que estariam a decorrer agressões numa habitação, os militares do Posto Territorial de Vila Real deslocaram-se ao local, onde encontraram a esposa e o cunhado, de 44 e 54 anos, com ferimentos efetuados por uma arma branca (faca).

A mulher foi transportada ao hospital com ferimentos considerados graves, enquanto o seu irmão apresentava ferimentos ligeiro.

Fonte do hospital de Vila Real disse à agência Lusa que a mulher se encontra "estável" e em observação nos cuidados intermédios desta unidade hospitalar.

De acordo com a GNR, o suspeito fugiu do local antes da chegada da patrulha, tendo sido intercetado e detido minutos mais tarde na posse de duas facas de cozinha.

As agressões foram presenciadas pela filha menor que entrou em estado de choque e por familiares que, ao tentarem socorrer, também foram agredidos pelo detido.

Na sequência das diligências, os militares apreenderam "três facas de cozinha".

O suspeito, com antecedentes criminais pelo mesmo crime, pernoitou nas instalações da GNR e vai ser presente hoje no Tribunal Judicial de Vila Real, para aplicação de eventuais medidas de coação.

Detido com arma proibida

Também na quarta-feira, a GNR deteve um outro homem, de 41 anos, pelo crime de detenção de arma proibida, em Chaves.

Os militares do Posto Territorial de Chaves receberam uma denúncia pelo crime de violência doméstica em que a vítima, uma mulher de 41 anos, estaria a ser ameaçada pelo seu marido.

Segundo a fonte da GNR, os militares deslocaram-se à residência do suspeito, "onde foi possível apurar que a mulher sofria de violência psicológica".

Os guardas apreenderam 351 munições de diversos calibres, duas caçadeiras e duas carabinas de ar comprimido.

O detido foi constituído arguido e os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Chaves.