Premium

Agressor de mulheres libertado pode contactar as vítimas

Agressor de mulheres libertado pode contactar as vítimas

Um antigo alfaiate, de 69 anos, da Póvoa de Lanhoso, enviou cartas de teor sexual, intimidatório e persecutório a pelo menos 10 mulheres daquele concelho. Foi detido pela GNR e libertado pelo juiz de instrução criminal, sem qualquer medida que o proíba de voltar a contactar as vítimas, presencialmente ou por carta.

O arguido tem apenas de se apresentar na GNR duas vezes por semana. Isto, apesar de ter causado medo e insegurança a várias mulheres. O Ministério Público não pediu ao juiz qualquer proibição de contactos com as vítimas.

O homem, reformado, é suspeito do crime de perseguição, também conhecido como "stalking". Apesar de nunca ter sido visto a seguir as mulheres a pé, enviou cartas "para as residências e locais de trabalho" das vítimas, com teor "sexual e intimidatório", de forma reiterada, pelo menos nos últimos dois anos, refere a GNR.

Em causa estão pelo menos 10 mulheres já identificadas. Mas as autoridades suspeitam que o número seja bem maior, uma vez que muitas vítimas podem não ter apresentado queixa por vergonha. O teor das cartas, além de causar "medo e um sentimento de insegurança", também afetou "gravemente a liberdade e o dia-a-dia" das mulheres, acrescenta a GNR.

GNR apreendeu material

As vítimas já identificadas têm entre 25 e 48 anos. Ao contrário do que chegou a ser veiculado publicamente, entre elas não estava, pelo menos até quarta-feira, uma procuradora do Ministério Público do Tribunal da Póvoa de Lanhoso.

O indivíduo utilizava o serviço de correio postal dos CTT para enviar as cartas onde, inicialmente, se exprimia de forma cortês. Perante a ausência de resposta das vítimas, voltava a enviar cartas e o teor intimidatório das mesmas subia. O cariz sexual também, chegando mesmo a ser explícito em muitas das comunicações escritas que enviava.

Em casa do arguido, a GNR da Póvoa de Lanhoso apreendeu "material relacionado com o referido ilícito, nomeadamente cartas, fotografias e envelopes".

ver mais vídeos