Premium

Funcionários do Pingo Doce aceitaram subornos na compra de peixe e legumes

Funcionários do Pingo Doce aceitaram subornos na compra de peixe e legumes

Eram altos funcionários do Pingo Doce, responsáveis pelo departamento de compras da rede de supermercados, que recebiam luvas milionárias para favorecer a escolha de abastecimento de produtos frescos por parte de fornecedores portugueses e espanhóis.

Os dois quadros do Grupo Jerónimo Martins, assim como dois fornecedores, foram ontem detidos pela Polícia Judiciária, que ainda constituiu arguidos outras dez pessoas, três delas funcionárias do Pingo Doce. Ao todo, em cerca de dois anos terão recebido cerca de dois milhões de euros. São suspeitos de corrupção no setor privado e branqueamento.

Os dois responsáveis detidos tinham a cargo o abastecimento de todos os supermercados do grupo no país. Mensalmente, lidavam com dezenas de milhões de euros em compras a fornecedores em produtos frescos, como frutas e legumes, além de peixe.