Braga

Assalto de 200 mil euros a ourivesaria ainda sob investigação

Assalto de 200 mil euros a ourivesaria ainda sob investigação

Dono desespera com prejuízo e a falta de informação sobre os autores do crime praticado há mais de um ano.

Em junho de 2018, dois indivíduos levaram, de madrugada, mais de uma centena de peças de ouro e prata da ourivesaria Carlos Pires Joalheiro, na Rua do Souto, centro de Braga. Mais de um ano depois, a PSP ainda investiga. Não se sabe quem foram os autores do crime e o dono do negócio está desesperado com o prejuízo de 200 mil euros, pois não tinha seguro.

O assalto teve contornos idênticos aos que, no mesmo ano, foram feitos por um gangue ao banco Santander e a 10 vivendas na região do Minho, entre as quais as do empresário Domingos Névoa, do cantor limiano Delfim Júnior e do médico Romeu Maia. Isto além do roubo no banco Santander, na noite de São João, de onde terão sido levados quatro milhões de euros em dinheiro e joias.

Ler mais na edição impressa ou epaper