Violência doméstica

Atirou mulher contra a parede para forçar aborto

Atirou mulher contra a parede para forçar aborto

Ao longo de um casamento de quase três décadas, um homem, residente no concelho de Paredes, insultou e agrediu quase diariamente a mulher.

Chegou a atirá-la contra uma parede quando esta estava grávida e não teve pejo em ameaçá-la de morte à porta do hospital, depois de concretizar mais uma agressão. Agora, e mesmo não tendo antecedentes criminais, foi condenado a três anos de prisão efetiva pelo crime de violência doméstica.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

ver mais vídeos